2016 | Blog do Joanir

Atropelei um cachorro louco

segunda-feira, 21 de novembro de 2016
Mas calma lá, defensores dos animais, atropelei o cachorro no simulador de direção. Os detalhes serão ditos no decorrer deste post, então senta aí pra ler.

Minhas aulas no simulador de direção
Simulador de direção

Como disse no post anterior, estou finalmente fazendo auto escola para ter a Carteira Nacional de Habilitação. Por esse motivo, provavelmente as futuras publicações aqui serão relacionadas a isso.

Pois bem, na semana passada fui fazer as cincos aulas obrigatórias no simulador de direção. O instrutor perguntou se eu já tinha alguma noção sobre o carro, respondi que teoricamente sim, mas só o tempo poderia dizer.

Fomos pra sala onde estava o benedito, ou seja, onde tava o carro simulado. Parecia um carro mesmo, só que com umas 3 televisões de boas polegadas. Pensei: "dá pra assistir altas novelas por aqui".

- Senta aí e espera que já vamos passar as digitais.

Aqui cabe uma pequena observação: aquele simulador foi feito pra pessoas pequenas. Constatei esse fato quando minhas pernas quase não couberam embaixo do volante. O instrutor disse que ajustes tinham sido feitos para melhorar a vida do auto motorista em formação, mas essas medidas não foram suficientes para mim.

Ajustei o banco, olhei pro retrovisor (não sei pra que) e fiquei lá aguardando.

Enfim, é dada a partida para a aula. Coloquei meu indicador direito para que minha digital fosse lida. Pronto, agora os illuminatis estavam sabendo que eu estava ali. As três TVs começam a falar em uníssono. Não lembro o que a mulher falou, mas me senti em casa com aquela voz. Era a mulher do Google. Se não era ela, a voz era parecida. Meio robotizada, deu até uma emossaun.

- Põe o cinto aí maluco, que a parada louca vai começar! - Disse meu instrutor.

Coloquei, todo afobado, meio sem espaço. E a mulher continuou a falar. Estava chegando o momento da verdade.

Outra observação: apesar do simulador ter sido feito pra pessoas pequenas, ele até que simulava bem um carro. Digo, a carcaça realmente estava bem parecida. Volante, câmbio, poltrona, etc, tudo nos conformes, menos a chave. Sério mesmo, capricharam tanto nos detalhes, mas a chave de ignição parecia a chave da porta de casa. Mas tudo bem, apenas um detalhe.

- Ligue o carro e siga para o lugar indicado! - Disse a mulher do Google. Não pensei duas vezes, ela falou, então tá falado.

Girei a chave, liguei a luz baixa, pisei na embreagem, engatei a primeira marcha, soltei o freio de mão, pisei no acelerador soltando aos poucos a embreagem e... o carro foi voando pra frente.

- Calma! - Disse o instrutor.
- Mas eu tô calmo, cacilda! - Respondi.

Mas tudo bem, percebi que o pedal do acelerador é muito sensível. Provavelmente, ele ouve muito Pablo. Na segunda tentativa, foi mais tranquilo, embora estivéssemos na estrada de terra e o veículo estivesse com pressa, já que a cada ladeira, ele saia correndo todo saltitante.

- Vai com calma! Olhe a placa para parar. Você não parou.
- Tá tudo sobre o controle, pelo menos não bati em ninguém.

Não sei pra que pensei nisso. Logo apareceu um cachorro do além, saiu do mato e veio direto pra minha frente. Sabe daqueles cachorros ignorantes? Então, bem desses. Será que ele não percebeu que eu era aluno de auto escola? Que não tenho uma boa reação ainda às adversidades da via. Passei por cima, nem sequer freiei. O instrutor nem falou nada. A mulher do Google não deu um pio. Um minuto de silêncio.

Aos poucos fui pegando o jeito. Algumas adversidades de tempo e luz foram simuladas também, como dirigir com neblina ou com luz contrária ofuscando a vista. Algumas coisas deu pra simular bem, já outras nem tanto.

Fiz as cinco aulas em dois dias. Gostei do simulador, embora não tenha achado realmente útil. Explico: eu poderia ter essas aulas num veículo de verdade, pois seria mais proveitoso.

A bendita prova teórica

terça-feira, 8 de novembro de 2016
Após duas semanas e dois dias de aula, onde você aprendeu várias coisas relacionadas ao trânsito, e principalmente aos agentes do trânsito (em especial, você como motorista), é marcada a bendita prova teórica, onde, após responder 30 perguntas de múltiplas escolhas, você fica apto ou inapto para próxima fase. E é deste meu dia de prova que irei falar neste post.

A prova teórica do Detran
A prova teórica do Detran

Confesso que fiquei um tempinho tentando achar uma forma legal de começar esse texto. Bom, então, como não quero ser teórico aqui e dizer quais foram os processos e etc, falarei como foi o dia em que fiz a prova.

Dia 3 de novembro. Um dia calmo na pacata cidade de Cascavel. Fazia calor moderado e mal sabiam os moradores que um ser estava um pouco nervoso. Ele era eu. Que coisa, não? E realmente ninguém tinha nada a ver com isso.

Às 13 horas, pega o ônibus com destino ao Marrocos. Mentira, destino ao Detran (embora seja quase a mesma coisa). No terminal, pergunto ao motorista de um ônibus se aquele parava lá:

- Mas nenhum ônibus para lá... Passa por lá. - Deu vontade de xingá-lo, mas eu não tenho muita prática nisso.

Me falaram o ônibus certo e logo ele chegou. No caminho, com o celular em uma mão no aplicativo de GPS, perguntei pra mulher do meu lado se ela conhecia o bairro. Ela respondeu afirmamente e me indicou o ponto certo para descer.

Chegando lá, quase fim de mundo, adentrei no prédio e aguardei a prova começar sentado numa cadeira ao lado da sala de prova. O local era legalzinho. Existiam as sessão de cadeiras pra quem aguardava a prova e pra quem aguardava tirar a foto. Mais ao lado, alguns biombos onde trabalhavam alguns funcionário. Na sala de prova, estava a pessoa responsável por supervisionar o exame, além de vários computadores equipados para o teste.

Como cheguei cedo, faltando uns 40 minutos para 15 horas, fiquei lá viajando no pensamento. Até que chegou uma loirinha. A princípio, confundi ela com outra pessoa, mas logo se esclareceu. Ela sentou-se ao meu lado e começou a falar. Disse que achava que me conhecia de algum lugar. Ela não me era estranha. Falamos de várias coisas, perguntei a idade dela, o que fazia e pretendia fazer. Falamos de religião, de alguns preceitos bíblicos, do fim dos tempos, dos sinais, das farsas também. Conversamos de tal jeito que parecia que já  nos conhecíamos a tempos. Quem me conhece, sabe como sou um pouco tímido e difícil de conversar, principalmente com quem não conheço.

Conversa vai, conversa vem e a supervisora da prova nos avisa que já poderíamos entrar. Boa sorte desejada e começa a prova.

Estava difícil. Bateu o desespero. Das perguntas que respondi, tinha de 5 a 10 questões que já haviam caído no simulado do Detran. Então, tentei me acalmar. Reli a mesma pergunta várias vezes. Quando terminei, voltei na 1 para rever, corrigir e contar. É, o mínimo que eu deveria acertar era 21, então, fui vendo questão por questão e somando as respostas que eu tinha quase certeza que havia acertado. E, por fim, cliquei em FINALIZAR.

"O resultado está disponível na internet". Apareceu essa mensagem no computador. Levantei-me e fui até onde estava a supervisora para ela me falar a nota.

- Você acertou 26. Parabéns!

Fiquei feliz. A loirinha também foi aprovada e fomos até a saída do prédio comemorando. Depois dei tchau pra mulher que estava cuidando do lugar (acho que era guarda) e pra loirinha e fui embora.

Repararam que eu não disse o nome dela né? Não, não é por privacidade. É que o espertão aqui não perguntou. Não perguntou nome, nem Whatsapp, nem estado civil, nem se ela queria namorar comigo, nem nada. Perdi a oportunidade. apenas. Eu não tenho jeito mesmo.

Mas já bolei um plano (que provavelmente não vai dar certo, mas vamos lá). Na próxima vez que eu a ver (se tiver uma próxima vez), seu nome será a primeira coisa que perguntarei. Logo em seguida afirmarei o seguinte:

- Tive uma revelação: se nos vermos mais uma vez, é porque vamos casar.

Vou direto ao ponto. Meio doido isso. Bom, é pra ser levado na brincadeira, mas vai que dá certo (risos).

Dia de bruxa

terça-feira, 1 de novembro de 2016
De segunda a sexta-feira, tirando os feriados e fins de anos, Kiki pegava sua vassoura e ia pra escola voando, pois estava sempre atrasada. Era uma pequena bruxinha, assim chamada por suas colegas.

Kiki, a bruxa, pegando uma encomenda sentada na vassoura.
Imagem: http://geekvox.com.br

Um dia apareceu lá sem a vassoura. Estranharam, não só as más colegas, mas toda a equipe pedagógica. Ninguém estava preparado pra aquilo. Todos a olharam. Alguns até tiveram dificuldade de reconhecê-la.

- Cadê sua vassoura?
- Ué, o que falta em você?
- Perdeu o juízo, menina?
- Cadê sua companheira?
- Posso ir no banheiro, prof?

Em meio as tantas perguntas, e perguntando pra se escapar de situação impar, ela foi no banheiro refletir:

- Espelho, espelho...

Não esse tipo de reflexão:

- Pior que não sei onde deixei minha vassoura.

E outras perguntas se fazia na sua pequena cabeça, que ainda via o mundo um pouco além da cidade vizinha, única visitada em toda sua vida.

Voltou pra sala, e quando todos ainda não acreditavam nas fórmulas matemáticas do professor Gustavo, ela exclamou:

- Eu não preciso dela!
- Como não? Essa fórmula resolverá a questão do x.
- Não, prof, não sobre isso. Digo, não preciso da vassoura!

Um coro em lá menor sustenido ecoa na sala.

- Perdeu o juízo, menina?
- Como não?
- Por que sim?
- Prof, já faz meia hora que tô pedindo pra ir no banheiro.
- Eu nunca precisei da vassoura.
- Deve ser feminista...
- Não, eu tenho juízo. Nunca precisei da vassoura pra voar, até porque nunca voei.

Sol menor agora.

- Tudo era força de expressão. Voar no sentido de ir rápido. E vocês já viram a vassoura alguma vez?
- Claro que sim, aquela vassoura cor de...
- Oxe, a vassoura de pa...
- Ué, como era mesmo a sua vassoura?
- Prof, tô mixando...
- E tinha vassoura?

Fá sustenido maior.

- Dá pra alguém pedir pra turma do coral calar a boca?
- E Bhaskara, o que que tem?
- Sei lá, nunca entendi.

- Resumindo, virei às aulas assim a partir de agora. Eu mesma. Sem vassoura, sem desculpas.

Assim, Kiki nunca mais precisou levar a vassoura pra escola. Ela cresceu, se tornou professora. Varria a sala juntamente com cinco alunos voluntários todo final de aula. Kiki, a bruxa.

Eu ando em círculos

quinta-feira, 27 de outubro de 2016
Esses dias eu tava reparando um hábito estranho em mim que, sei lá por qual motivo, faço quase sempre que estou arrumado para ir a algum lugar esperando o tempo passar. Eu ando em círculos ao redor da mesa da cozinha. Será que sou louco?

Uma bússola
Pra onde vou?

A princípio, nunca parei pra pensar nisso. Simplesmente estava eu lá, girando, girando... e não indo a lugar nenhum.

Mas, comecei a pensar nisso. - O que estou fazendo? - Me questionava. - Sei lá! - Me respondia. E nesse diálogo particular, continuava andando.

Geralmente é na mesa da cozinha, sem ninguém por perto. Estou ansioso porque tenho que ir pra algum lugar, mas não deu a hora de partir ainda. Então, sem nada pra fazer, começo a rodar. Às vezes, com um copo de café na mão; outras vezes, com suco, pão, bolo (raramente), Mas, comumente, tô de mãos vazias. Quantos metros será que ando nisso?

E pra minha surpresa, ontem, conversando com uma amiga (Clari), descobri que ela também faz isso. Será que somos loucos? Será que somos os únicos a fazer isso? Alguém mais faz?

Só sei que, teoricamente, ao ficar dando voltas, talvez o relógio se apresse um pouco. Talvez seria uma forma de dizermos: "- Anda, tempo, o que tá esperando?". E, não compreendendo muito bem, talvez o relógio nos responda: "Calma, eu também fico dando voltas em mim e não saio do lugar. Ué, eu tô falandooo!". O relógio buga.

Ora, talvez não sejamos tão loucos assim. O relógio passa o tempo girando seus ponteiros, mas não sai do lugar. Estamos todos presos ao tempo, inclusive ele. FIlosofei u.u

Colocando comentários do Facebook no lugar dos do Blogger

sábado, 22 de outubro de 2016
Neste tutorial, mostraremos como substituir os comentários do Blogger pelo do Facebook. O passo a passo consiste na criação de um Aplicativo no Facebook e a implementação de um código no Blogger. Então, vamos lá!

Comentários do Facebook no Blogger
Comentários do Facebook no Blogger

1 Criando um aplicativo (app)

Este passo é muito importante, pois será para o aplicativo que os comentários serão enviados e onde poderão ser moderados.

1.1 Como já tenho um tutorial de como criar um aplicativo, clique no link abaixo e siga todo o passo 1:

1 - Criando um "app" (aplicativo) no Facebook

2 Ocultando comentários do Blogger

2.1 Acesse o painel do seu blog.

2.2 Vá em Configurações e selecione Postagens, comentários e compartilhamentos.

2.3 Na opção Local do comentário, selecione Ocultar e clique em Salvar configurações.

Ocultar comentários do Blogger
Ocultar comentários

3 Aplicando código do Facebook

3.1 No Painel do seu blog, vá em Modelo e clique em Editar HTML:

ATENÇÃO:
* Antes de qualquer alteração no seu template, faça o backup do mesmo.
* Recomendamos que você crie um blog de teste e faça os passos lá. Se tudo ocorrer bem, você poderá aplicá-lo ao seu blog principal.
*Não nos responsabilizamos por quaisquer danos causados pelo seguimento deste tutorial.

3.2 Clique em qualquer área dentro do editor e aperte Crtl+F para abrir um buscador (search) de códigos.

3.3 Procure por </head>, colo o código abaixo antes dele e clique em Salvar modelo.

<script>
  window.fbAsyncInit = function() {
    FB.init({
      appId      : 'SEU_APP_ID',
      xfbml      : true,
      version    : 'v2.8'
    });
  };
  (function(d, s, id){
     var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
     if (d.getElementById(id)) {return;}
     js = d.createElement(s); js.id = id;
     js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js";
     fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
   }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
</script>

3.3.1 Substitua SEU_APP_ID pelo número do seu Aplicativo, criado no passo 1.

3.4 Agora procure por <div class='post-footer-line post-footer-line-2'>. Você deverá encontrar dois resultados. Cole nos dois o código abaixo dessa linha:

<div class='comments-page' id='fb-comments-page'>
<b:if cond='data:blog.pageType != "index"'>
<div id='fb-root'/>
<fb:comments expr:href='data:post.url' num_posts='10' width='100%' data-colorscheme='light'  />
</b:if>
</div>

3.4.1 Com esse código, a box de comentários do Facebook aparecerão apenas na página dos post. Caso você queira que ela apareça também na página inicial, basta apagar as condicionais destacadas <b:if cond='data:blog.pageType != "index"'> e </b:if>.

4 Configurando a moderação pelo app

Esta parte do Tutorial já está feita. clique no link abaixo e siga o passo 3.

Conclusão

Com essa box de comentários do Facebook, ficará mais fácil para o leitor comentar os seus posts, já que praticamente todo mundo tem uma conta nessa rede social. Se você gostou deste tutorial, ou tem alguma dúvida, comente aqui embaixo. Até a próxima!

Tá difícil?

Podemos fazer isso pra você.
Contrate-nos

Contrato com as estações do ano

terça-feira, 4 de outubro de 2016
Venho, por meio desta, cancelar o contrato vitalício com as estações do ano por motivo de não cumprimento em tempo correto de suas obrigações e tarefas designadas de acordo com o edital  número 01 do ano 1 da Terra.

Contrato cancelado com as estações do ano
Contrato cancelado com as estações do ano

Devido ao não cumprimento das atividades propostas, estamos cancelando as atividades das estações do ano. Para ciência dos que leem esta ata, devo esclarecer as tarefas primárias de cada uma:

Ao Verão, ficou designada a tarefa de esquentar a Terra. Nesta estação, o clima mais quente propiciariam boas férias aos seres humanos, que poderiam desfrutar de banhos no mar sem sentir frio.

Ao Inverno, a tarefa seria justamente a oposta da do Verão. Nela, as coisas congelariam um pouco. Cairia neve em todo lugar, e poderia-se fazer anjos ao deitar-se nela. Apesar do frio intenso, ele seria medido, teria seu tempo e depois acabaria.

Na Primavera, tudo ficaria bonito. As pessoas alérgicas sofreriam do mesmo jeito, mas as árvores estariam floridas. A cidade ganharia cores. Os pássaros cantariam alegremente.

E, por fim, do Outono se esperaria que as folhas das árvores caíssem. As donas de casa ficariam bravas, pois teriam que encher bastantes sacos, mas as árvores ficariam nuas, do jeito que nasceram, pra posteriormente trocarem de roupa. Roupa  nova, verde-clara.

Porém , o que se tem observado nas últimas décadas é que as estações não estavam mais trabalhando corretamente. Virou uma bagunça. Inverno fora de época. Calor excessivo. Primaveras sem veras. Outono sem tom. E, por causa disso, e porque sim, declaro encerrado o contrato. Favor passar no RH para acertar as contas.

E o novo prefeito do Kogama é

domingo, 2 de outubro de 2016
Neste domingo, milhares de Kogamians foram às urnas eletrônicas internéticas para escolher o novo prefeito do Kogama. Nossos modernos ultra rápidos computadores já computaram os votos e o resultado será apresentado abaixo.

Eleições Kogama 2016
Eleições Kogama 2016

Com 66,7% de votos, o novo prefeito do Kogama é... uma garota. Isso mesmo, teremos uma prefeita  no Kogama. Também, já era tempo né, já que dos moderadores do jogo, todos são homens.

Após horas de processamento de dados, do montante de 6 votos ;-; e com 4 votos do total, a nova prefeita do Kogama é:


Eleições Kogama 2016
Nova prefeita do Kogama

Parabéns, Isa. Além de ser a nova prefeita fictícia do Kogama, você vai ganhar 100 ouros (que valem mais do que dinheiro) para poder gastar com quem quiser.

Em segundo lugar, houve empate entre FofinhaChan e Joanir. Cada um vai ganhar 60 ouros. Se eu fosse mais rico no Kogama, eu dava mais prêmios, mas não sou ;-;.

Bom, abaixo deixo o gráfico e o horário de cada voto. Por segurança e para evitar votos duplicados, o formulário foi criado no GoogleDocs e era preciso que o "eleitor" estivesse logado na sua conta Google.

Contagem dos votos


Obrigado, pessoal, por participarem desta brincadeira. O intuito mesmo era se divertir. Talvez não tenha dado muito certo, porque muitas pessoas ficaram receosas de participar, mas valeu a pena. Até mais!

Candidatos a prefeito do Kogama

sexta-feira, 30 de setembro de 2016
Interrompemos nossa programação para a leitura das propostas do candidatos a prefeito do Kogama. Dentro de instantes, voltaremos ao que estávamos fazendo, ou seja, nada.

Eleições Kogama 2016
Eleições Kogama 2016

No dia 2 de outubro, vários kogamians sairão da página do Kogama para este blog para votar pro próximo prefeito do jogo. Muito além de apenas eleger o próximo prefeito, os eleitores querem um Kogama melhor, com mais opções de jogos, com mais cantinhos, com mais ourinhos, mais códigos cupons (que aliás, faz tempo que não tem).

Pensando nisso, e pra facilitar a escolha certa, abrimos um espaço nesse blog para que os candidatos se apresentem e proponham suas metas para o mandado.

Então, começaremos a exibir os candidatos a seguir. A ordem para a apresentação deles foi definida por uma grande equipe de profissionais, que minuciosamente, sob diversos critérios, sortearam os candidatos por dados. Então, vamos lá!


Eleições Kogama 2016
Vote 50

Oi, meu nome é Miqueias_Gamestop. Prometo tornar o Kogama bem melhor. Não se esqueça, Miqueias, 50!


Eleições Kogama 2016
Vote 12

Oii, eu sou a -_FofinhaChan-KGM_-. Vote em mim e seja feliz. Se eleita, darei mais ouro para todos (inclusive para mim e-e). Também terá mais XP. Então, no dia 2 de outubro, vote em mim, vote 12!


Eleições Kogama 2016
Vote 15

Oie, me chamo isabelafofis5, meu número é o 15. Quero ser a primeira prefeita do Kogama. Proponho a extinção das nuvens, pois elas são difíceis de passar. No meu mandato, todos terão ouro infinito. Terão também todos os avatares disponíveis, além dos blocos. Os turistas poderão falar e ajudarei o Makakogama a banir os haters. Então, vote em mim, vote 15!


Eleições Kogama 2016
Vote 14

Oii, aqui quem fala é a Keelzinha13. Minhas propostas são interessantíssimas. Farei a roleta de ouro, igual ao spin que dá apenas XP. Farei mudanças em preços de cubos. Também farei que esses comentários de "se você repassar para 5 mapas você ganhará 100000 ouros" sejam excluídos porque ninguém é obrigado a ficar lendo isso (desnecessário). Para os iniciantes, deixarei que eles escolham uma skin livre. Vote 14 Keelzinha \0/


Eleições Kogama 2016
Vote 98

Olá, sou o -_Lord_Cupcake_-. Se eleito, trabalharei para trazer mais ouro para os jogadores e mais sorte nos spins. Baratearei os avatares e itens, pois estão muito caros. Vote em mim. Vote 98!


Eleições Kogama 2016
Vote 25

Oi, eu sou o joanir007. Candidato a qualquer coisa pela primeira vez. prometo que não vou prometer nada. E mais, não tenho mais nada pra dizer. Se quiser, vote em mim. Se não quiser, vote também uai. Vote 25.



E esses foram os candidatos a prefeito do Kogama. Faça a leitura. Analise as propostas e eleja o melhor para o Kogama.

Sistema de Notificações para o seu Blog

quinta-feira, 22 de setembro de 2016
Aprenda a como colocar um botão no seu blog para que o usuário ative notificações no navegador Google Chrome e Firefox. Com esse plugin, você poderá mandar uma mensagem para o leitor que algo novo foi publicado no seu blog.

Notificações no Blog - OneSignal
Funciona nos navegadores Google Chrome e Mozilla Firefox

Antes de começarmos, devo informar que este tutorial é inspirado no vídeo do Marcos Lemos, do blog Ferramentas Blog. No tutorial dele, foi ensinado como instalar o plugin para Wordpress. Vale a pena conferir.

No nosso caso, seguiremos boa parte do tutorial dele, mas como nos blogs do Blogspot os plugins não funcionam como no Worpress, faremos algumas modificações para o funcionamento por aqui. Então, vamos lá!

Atenção: Este plugin, pelo menos no Blogger, não pega o feed do seu blog para notificar automaticamente os inscritos. Ele serve para notificações manuais. Ou seja, quando houver um post novo, você pode criar uma mensagem com o link  para ele.

1 Criando um conta no OneSignal

1.1 Acesse o site OneSignal.com e clique em LOG IN. Use sua conta Google para facilitar o processo. Aceite todos os termos que aparecerem.

1.2 Aparecerá algumas instruções do OneSignal, mas vamos ignorá-las. Apenas clique no X para fechar o quadro.

1.3 Você notará que estará numa espécie de Painel de Controle. Não há nada para configurar ainda, apenas uma caixa para adicionar o novo aplicativo. Então, clique em Add a new App.

OneSignal - Adicionar novo app
Adicionar Novo Aplicativo

1.4 Adicione um nome para o seu app e clique em Create.

OneSignal -  Adicionar novo app
Adicione um nome para o seu novo aplicativo

1.5 Na próxima janela, temos algumas opções de plataformas. Escolha a Website Push (que contém o ícone dos três navegadores) e clique em Next.

OneSignal - Website Push
Selecione Website Push

1.6 Agora teremos duas opções para configurar. Começaremos com os dois navegadores populares do Windows. Selecione Google Chrome & Mozilla Firefox e clique em Next.

1.7 Este passo é bem intuitivo. Em Site URL, coloque o endereço do seu blog (não esqueça de pôr o http://) e em Default Notification Icon URL, coloque o link do ícone do seu blog. Atente-se para colocar uma imagem quadrada, assim ela não ficará distorcida.

OneSignal - URL do site e ícone
Coloque o endereço completo do seu blog

E rolando mais pra baixo, teremos a opção de criar um subdomínio com o nome do blog para o onesignal. Você pode alterá-lo se quiser. Antes de clicar em Save,  copie o seu subdomínio e cole num bloco de notas.

OneSignal - subdomínio onesignal
Copie o seu subdomínio

1.8 Nesta etapa, como estamos configurando para o Blogspot, devemos escolher a primeira opção. Selecione Website Push e clique em Next.

1.9 Nesta parte, vamos anotar algumas coisas para instalar o SDK do OneSignal no nosso blog. Deixe essa janela aberta, pois retornaremos a ela daqui a pouco e utilizaremos o ID do seu App.

OneSignal - ID do app
Deixe essa janela aberta e vá para o painel do seu Blog

2 Instalando o SDK no Blog

2.1 Abra o painel do seu blog e vá para Modelos. Agora clique em Editar HTML  para abrir o editor.

2.2 Clique em qualquer área dentro do código, aperte Ctrl+F para abrir a caixa de busca e pesquise por <head> ou  </head>. Você poderá colar o próximo código em qualquer lugar dentro dessa tag, mas preferencialmente cole perto das tags <script>.

2.3 Cole o seguinte código:

<script async='async' src='https://cdn.onesignal.com/sdks/OneSignalSDK.js'/>
  <script>
    var OneSignal = window.OneSignal || [];
    OneSignal.push([&quot;init&quot;, {
      appId: "YOUR_APP_ID",
      safari_web_id: 'YOUR_SAFARI_WEB_ID',
      autoRegister: false,
    promptOptions: {
        actionMessage: "Gostaria de ser notificado quando houver novos posts?",
        acceptButtonText: "SIM, CLARO",
        cancelButtonText: "NÃO, OBRIGADO"
    },
      subdomainName: 'SUBDOMAIN_NAME',
      notifyButton: {
           enable: true,
        size: &#39;medium&#39;,
        theme: &#39;default&#39;,
        position: &#39;bottom-right&#39;,
        text: {
            &#39;tip.state.unsubscribed&#39;: &#39;Receber notificações&#39;,
            &#39;tip.state.subscribed&#39;: &quot;Notificações ativadas&quot;,
            &#39;tip.state.blocked&#39;: &quot;Você bloqueou as notificações&quot;,
            &#39;message.prenotify&#39;: &#39;Clique para receber notificações&#39;,
            &#39;message.action.subscribed&#39;: &quot;Obrigado por se inscrever!&quot;,
            &#39;message.action.resubscribed&#39;: &quot;Você se inscreveu novamente&quot;,
            &#39;message.action.unsubscribed&#39;: &quot;Você não receberá mais notificações&quot;,
            &#39;dialog.main.title&#39;: &#39;Notificações&#39;,
            &#39;dialog.main.button.subscribe&#39;: &#39;INSCREVA-SE&#39;,
            &#39;dialog.main.button.unsubscribe&#39;: &#39;CANCELAR INSCRIÇÃO&#39;,
            &#39;dialog.blocked.title&#39;: &#39;Desbloquear Notificações&#39;,
            &#39;dialog.blocked.message&#39;: &quot;Siga estas instruções para ativar as notificações:&quot;
        }
      }
    }]);
  </script>

2.4 Antes de salvar, substitua YOUR_APP-ID pelo ID do seu Aplicativo e SUBDOMAIN_NAME pelo seu subdomínio completo. Exemplo: https://masqueseyo-com.onesignal.com.

2.5 Feito isso, salve seu template e abra seu blog no Google Chrome ou Firefox. No canto inferior direito, deverá aparecer um ícone de notificação. Clique nele, e ative as notificações para você.

2.6 Agora, volte para a janela que paramos no OneSignal e clique em Check Subscribed Users. Se deu tudo certo, você verá essa mensagem abaixo. Clique em Done para finalizar.

OneSignal - Inscrito confirmado
Confirmação de 1 inscrito nas notificações

3 Criando notificação

Infelizmente, como disse antes, esse plugin não pega o Feed do blog para gerar notificações automáticas. Ao invés disso, você deve criar uma notificação para o usuário. Mas, apesar de parecer penoso, o processo é simples:

3.1 No painel do seu aplicativo, clique em New Message.

3.2 Aqui, o processo é intuitivo. Em Title, adicione um título e em Content, adicione sua curta mensagem. Dica: não escreva muito, use este espaço para fazer uma curta chamada para a leitura de um post ou algum tipo de aviso para o seu leitor.

3.3 Mais abaixo, terá uma opção chamada Options. Clique nela para expandir algumas opções. Dentre elas, ative a opção Launch URL e cole o link do seu novo post. Assim, quando a pessoa clicar na notificação, ela será levada para o endereço colocado.

3.4 Após tudo configurado, clique em Preview e, após conferir, clique em Send (Enviar).

Conclusão

Este serviço é ótimo para alertar os seus leitores que há algo novo no blog. Se você tiver alguma dúvida, comente abaixo. Se você é usuário do Safari no iOS, o processo de configuração é parecido. Vá em App Settings >Apple Safari > Configure e preencha os campos necessários. Depois teste e nos conte se funcionou também neste navegador.

É isso aí. Para mais tutoriais e outros assuntos aqui do blog, clique no botão para ser notificado. Até a próxima!

O que não aconteceu hoje

sexta-feira, 16 de setembro de 2016
Fui pagar a conta. Fui eu e os fones de ouvido. As músicas eram da pasta Four Shared 2016. Tenho pastas com esse nome criativo desde 2011, com a alteração apenas dos anos. Embarquei no ônibus, paguei e voltei pro ponto. E lá no ponto, estava comigo, mas sem mim, uma loira. Aparentava ter minha idade. Mas, entre nós dois, estava meu fone, companheiro do dia.

Olhares
O que não aconteceu hoje

Eu poderia fazer o simples movimento de tirar os fones do ouvido e dizer um simpático "oi" a la Silvio Santos. Mas isso seria fácil demais, diante de meu questionamento bobo momentâneo. Eu pensava: oras, quando venho sem fone, não aparece uma moça sequer, só as senhoras de sempre que falam do tempo, do frio que castiga, da onda de assaltos do bairro. Não estava reclamando destas conversas, até porque me dou bem com as vovós dos outros. Mas, agora que estou aqui, isolado no mundo pelas músicas baixadas, aparece as moças que eu procuro. Não há tempo pra me preparar. Pra pensar em como fazer certo. Em não parecer um inseguro que sou. Mas lá estava ela, eu e o fone.

Ela se aproxima de mim. Ventava bastante, vai ver ela queria ter mais vento pra ela. #Compartilhar vento é preciso. Vai ver ela queria ver qual era a linha do ônibus que vinha. Mas não, havia vento suficiente para nós dois e para mais uma dúzia de Ronaldos. Também não estava vindo ônibus, e se estivesse, não faria diferença a linha, pois todos que passassem iriam para o Terminal Sul.

Meu fone é bom até. É branco, não combina com o celular preto de bordas azuis. Estava no volume alto, mas eu conseguia ouvir o que estavam falando os vizinhos de ponto. É que apareceram mais quatro pessoas. Mas ainda assim, era ela, eu e meu fone de ouvido, que agora me fazia ouvir Me Leva, na voz do grupo Dibob.


Entramos no ônibus. Lotado como sempre. Ela entrou primeiro e eu, logo em seguida. Ela ficou no meio. Eu, após passar o cartão na catraca, fui em sua direção. Precisava fazer alguma coisa. Poderia perguntar se ela gostava de biscoito, não seria uma má ideia. Me segurava nas barras laterais pra não cair, enquanto me aproximava. Empurrei alguém pro lado. Eu precisava passar né. Segurei na mesma barra que ela. O ônibus estava rápido. Toquei na sua mão, como se fosse um acidente. Não foi. Mas não queria que ela percebesse. Então, meus passos me levaram um pouco mais pra trás, quase na porta do fundo.

Enfim, quase chegando ao meu destino, retornei para Me Leva, Meu fone ria da situação, e de forma irônica, fez com que os olhos dela se encontrassem com os meus quando saímos do ônibus. Ela saiu pela porta do meio, e eu, pela do fundo. E nos encontramos por simples segundos. E no segundo seguinte, já não nos víamos mais. Fui pra casa.

E isso foi o que não aconteceu hoje.

Quando desci do ônibus, a música já tinha acabado, e meu fone não poderia me impedir de nada. Nossos olhos se encontraram, agora não por simples segundos, mas por minutos, pois disse um "oi" pra ela. Descobri que ela realmente gostava de biscoito. Comemos um pacote inteiro na cantina. Conversamos sobre o tempo, sobre a onda de assalto do bairro, sobre coisas sem importância, sobre os nadas da vida, sobre tudo que deu. Depois disso, nos despedimos. Talvez eu não a veja mais. Cascavel é uma cidade grande. Não peguei o número dela. Mas, tivemos alguns minutos, minutos diferentes. Minutos que eu queria. Fui pra casa.

Nem cinco minutos

quinta-feira, 8 de setembro de 2016
Conversávamos todos os dias. Mesmo nos dias que não tínhamos assuntos, isso era motivo para ter o que falar. E hoje, neste frio sulista, não tenho nem mais alguns míseros cinco minutos com ela.

Nem cinco minutos
Nem cinco minutos

- Oiii!
- Oiiii, tudo bem?
- Tudo.
- Vamos jogar alguma coisa?
- Entra em um que eu sigo.

*

- Você está bem?
- Mais ou menos.
- Aconteceu alguma coisa?
- Não, nada.
- Então tá.

*

-Oi. Você não entrou ontem.
- Estava sem net.
- Ah, é ruim né.
- É.

*

- O que acontceu? Três dias sem entrar.

*

- Por que me bloqueou?
- Você não entenderia.
- Não entenderia o quê?
- Deixa pra lá.
- Você disse que não faria isso.
- Isso o quê?
- Que enjoaria de mim.
- Mas eu... Você não entende.
- Eu entendo sim, e não é a primeira vez que isso acontece. Lembra da nossa primeira conversa?
- Lembro.
- Parece que não. Eu disse que tinha acabado de perder uma amiga, que ela não falava mais comigo.
- E eu disse que não faria isso com você.
- Mas é justamente o que você está fazendo agora.
- Você não entende né. Eu vou ter que sair.
- É assim então. Te espero amanhã pra pelo menos ter cinco minutos com você?
- Não me espere mais.

Configurar post pelos marcadores do Blogger

sábado, 13 de agosto de 2016
Os blogs hospedados no Blogger (ou Blogspot) contam com um novo recurso de personalização por meio dos Marcadores (ou labels). Com ele, dá pra configurar um conjuntos de posts de acordo com o seu marcador.

Configurar post pelos marcadores do Blogger
Configurar posts pelos marcadores do Blogger

Antes de iniciarmos, devemos levar em conta alguns aspectos: você usa marcadores no seu blog? Você os usa de forma correta? Para responder essas perguntas e auxiliá-lo, leia "Use as tags com moderação", onde falo sobre o uso dos marcadores como marcador mesmo dos assuntos do seu blog.

Com esses dois aspectos levados em consideração, podemos partir para o post. Para isto, vamos utilizar um exemplo: digamos que você tem um blog de tecnologia, especificamente falando de Sistemas Operacionais. Para categorizá-los você usa três marcadores: Windows, Android e iOS. Você quer que os posts com cada marcador se diferenciem, seja com um background diferente ou com uma logo no topo do post destes sistemas.

Para fazer isso, antes você poderia recorrer ao javascript ou outra linguagem, mas agora este processo está bem mais simples, pois o Blogger criou uma nova condicional para os Marcadores. Veja:

<b:if cond='data:post.labels any (l => l.name == "Windows")'>
<img src=’/img/windows-logo.jpg’ />
<b:if/>

Simples assim. Você coloca o valor do marcador ali onde está o Windows e tudo o que estiver dentro desta condicional será aplicado apenas aos posts correspondentes.
Mas calma lá. Este código só pode ser aplicado dentro de:

<b:includable id='post' var='post'>...</b:includable>

Vá fazendo testes, tendo ideia de qual elemento colocar em cada marcador.

Alguns exemplos de uso

O primeiro exemplo é o que ilustra esse post: imagens do logo de cada S.O. Para isto, você cria três condicionais diferentes e põe imagens diferentes nelas. Caso você precise configurar algum estilo CSS nelas, adicione uma classe e faça as modificações necessárias dentro de um <style></style> separado.

Caso você crie um <style> dentro de uma condicional para uma mesma classe, a última criada será aplicada em todos os posts na página inicial. O resultado esperado só se aplicará dentro do post.

Como dito na observação acima, o uso de <style> dentro da condicional desejada será aplicado em todos os objetos que tiverem a classe alterada na página inicial.

Bom, é isso! Faça alguns testes e nos diga o que você achou. Ah, e se descobriu alguma coisa ou teve ideias de uso, compartilhe com a gente!

Meu primeiro Pokémon

sexta-feira, 5 de agosto de 2016
Neste paródico conto, direi algumas coisas sobre o game Pokémon Go, lançado aqui na terra dos Jogos Olímpicos ontem, dia 4 de agosto.

Pokémon Go - PokéStop no monumento da Unioeste
Pokémon Go

Antes de começar, não entendo as pessoas que falam mal do jogo. Em diversas páginas, imagens mostrando o Pikachu manipulando as pessoas, levando-as a abismos ou transformando-as em zumbis. Discordo disso. Há casos de acidentes, de roubos, mas eles são minorias.

O jogo recém lançado é febre. E não se poderia esperar outra coisa. É de um desenho que fez parte da infância de muitos. É um game que usa realidade aumentada. Como esperar que as pessoas simplesmente ignorassem isso? Até jornalistas entraram na onda, ora noticiando o sucesso dele, ora caçando os Pokémons do bairro.

Se contabilizarmos os prós e os contras, o jogo tem mais ponto positivos. E um deles é o de fazer as pessoas saírem de casa. Que outro jogo virtual teve a capacidade de fazer isso? Tomando os devidos cuidados, muitas pessoas pegam seus celulares e andam pelo bairro e outros pontos da cidade para capturar os bichinhos. E nesse rolê que mistura o real e o virtual, eu estive envolvido hoje.

Tudo começou (há um tempo atrás, na ilha do sol...) (desculpa, sempre que eu introduzo um parágrafo com essa frase, eu não resisto e lembro da música). Bom, retomando, eu teria que sair de casa mesmo, E fui. Olhando pelo mapa do jogo, eu já sabia que na Unioeste (universidade em que estudei), tinha um Pokéstop (ponto onde você consegue recompensa e itens para o seu personagem). Então, fui todo felizão pra lá. Aqui no bairro, a onda de assalto está grande, então não marquei bobeira, andei ligeiro que nem uma gaivota voadora. 

Chegando lá, mas que vergonha... Desculpa. Chegando lá, me surpreendi com o que vi. Tava cheio de gente. Até pensei: vai ver tá tendo um coffe break fora de hora. Mas não, não era isso. As pessoas que estavam lá estavam lá pelo mesmo motivo que eu. Nunca vi tanto universitário agrupado, a não ser em períodos de greve. Saquei meu celular do bolso. Apertei o botão, dei o grito de ação (tipo Dragon Ball), conectei o Wi-fi, recebi uma mensagem irônica da Dany, mas ignorei no momento, pois a missão era recarregar as ferramentar e capturar Pokémons. Abri o aplicativo e...

Sabe, um coffe break não seria má ideia. A universidade podia patrocinar isso pros jogadores que estavam lá. Pessoas alegres naquele lugar é algo raro. Professores, alunos e funcionários em pé de igualdade, todos com o mesmo objetivo.

... e não consegui entrar na minha conta do jogo. Pois é, não conectou de jeito nenhum. O Wi-fi funcionou direitinho, mas no jogo, não. Não chorei por preguiça, mas que deu vontade, isso deu. Pelo menos sai de casa e depois, voltei pra casa.

Não conectado
Não conectado

Aqui em casa, conectou, mas eu queria ter pelo menos abastecido lá na Pokéstop. Mas, pra ter alguma notícia boa nesse post, agora a pouco, capturei um pokémon aqui em casa mesmo. Sorte talvez.

A gosto

terça-feira, 2 de agosto de 2016
Este poderia ser  um post caracterizado por uma tristeza que tenho aqui no fundo, ou pela alegria de companhias que tenho ao longo do dia. Por qual caminho seguirei descobriremos no decorrer do texto.

Agosto
Imagem: http://ultradownloads.com.br

Agosto começa. Mais um mês. Um mês a menos. A gosto de despedida, a gosto de encontros (e como queria, de reencontros).

Pelo modo triste, sinto saudades (num plural indesejado). A gosto de boas lembranças, percebo o que não tenho mais. A companhia de pessoas que planejava ter comigo pelos próximos cem anos, mas que me são estranhas hoje. Confesso que por muitos momentos, já as esqueço, mesmo não querendo.

Por outro lado, a gosto de risos, e excluindo o momento ruim que estou passando, tenho a companhia de pessoas que conheci a pouco, mas que resolveram habitar parte do meu coração. Meu coração é grande, eu é que não sou do tamanho dele. Não sei demonstrar tudo o que sinto, mas sei sentir. E novas palavras vão se tornando parte do meu vocabulário. De lerigou, voltada a congumelous, só elas entendem.

E nesta mistura de tristeza e alegria, é que agosto começa. A gosto de expectativa.

Cacilda sumiu de vez

sexta-feira, 1 de julho de 2016
Cacilda era uma pessoa que não existia, mas eu sempre chamava quando estava bravo. Ela aparecia toda contente prestando atenção no que eu falaria pra me responder no estilo. Cacilda era brava. Ultimamente tenho chamado todo mundo de idiota. Tenha certeza, é culpa da Cacilda.

Cacilda sumiu de vez
Aquela imagem nada a ver com o post

Certo dia, na verdade, certa noite, eu tinha acabado de brigar com uma pessoinha dos invernos (erro proposital) e chamado ela de idiota. Isso faz parte já do meu vocabulário e da minha rotina. Vocabulário: idiota; rotina: brigar. Bloqueei, exclui e prometi pra mim mesmo que não falaria mais com ela.

Estava tudo nos conformes. Mas confesso que sentia falta da idiota. Isso fazia parte dos conformes. Mas o plano estava seguindo a risca: não falar com ela, arrumar outra pra chamar de idiota, chamar a do Whats de idiota. e chorar contando os progressos pra amiga do Face. E, por último, antes de dormir, chamar a Cacilda. - Cacilda, cadê tu, mulher?

- Cacilda sumiu. Pensei nisso com voz de narrador brasileiro quando aparece uns letreiros em inglês nos filmes. - Cacilda sumiu? - Pensei pela segunda vez, mas com um tom de indagação e preocupação, misturado com saudade e arroz com feijão (é que eu tava com fome no momento). - Cacilda sumiu! - Disse, já acreditado da constatação, essas duas palavras.

E Cacilda não mais apareceu. Nas minhas conversas diárias, ela não se fez presente. Eu já disse que Cacilda era brava né? Pois é. Cacilda era.

Mas não tinha mais Cacilda. Não tinha mais a idiota pra eu brigar. As coisas ficaram bem chatas. Estou com saudade dela.

Links com imagens do post no Twitter

quarta-feira, 29 de junho de 2016
Veja como deixar os links do seus posts do Blogger com o título, resumo e imagem no Twitter. Para isto, basta apenas adicionar algumas tags no Template do seu blog do Blogspot/Blogger.

Cartão de Resumo do Twitter com Imagem grande
Cartão de Resumo do Twitter com Imagem grande

Se você é usuário constante do Twitter e já compartilhou alguns do seus posts por lá, deve ter percebido como a exibição deles ficar feio por lá, não é mesmo? Fica apenas o link, diferente como aparece no Facebook, com imagem, título e resumo.

Mas, pra alegriada gente, há um jeito de pôr metatags do Twitter no nosso blog. O processo é bem simples.

Criando o Card Types (Cartão de Resumo)


1.1 Entre no Painel do seu blog, vá em Modelos, depois em Editar HTML.

1.2 Clique em qualquer área dentro do editor, aperte Ctrl+F para abrir o buscador e pesquise por <head> ou </head>. Note que o código que vamos colar a seguir deve estar dentro dessa tag.

<head>
...
código
...
</head>

1.3 Cole o seguinte código:

<meta content='summary_large_image' name='twitter:card'/>
<meta content='@masqueseyo' name='twitter:site'/>
<meta content='@joanir007' name='twitter:creator'/>
<meta expr:content='data:blog.homepageUrl' name='twitter:domain'/>
<b:if cond='data:blog.pageType == &quot;item&quot;'>
<meta expr:content='data:blog.canonicalUrl' name='twitter:url'/>
<meta expr:content='data:blog.pageName' name='twitter:title'/>
<meta expr:content='data:blog.postImageUrl' name='twitter:image:src'/>
<b:else/>
<meta expr:content='data:blog.homepageUrl' name='twitter:url'/>
<meta expr:content='data:blog.pageTitle' name='twitter:title'/>
<meta content='https://2.bp.blogspot.com/-sXXcYml7txg/VsJB2kzn4-I/AAAAAAAAHK0/ls8kMsbwrNQ/s1600/mqsy-logo.png' name='twitter:image:src'/>
</b:if>
<b:if cond='data:blog.metaDescription'>
<meta expr:content='data:blog.metaDescription' name='twitter:description'/>
</b:if>
<meta expr:content='data:blog.canonicalUrl' name='twitter:url'/>

1.4 Observe as partes destacadas. Faremos as seguintes alterações:

    - Caso queira que a imagem fique pequena, substitua essa linha por <meta name="twitter:card" content="summary" />
    - Substitua pelo Twitter do seu blog. Caso ele não tenha, você pode remover essa linha.
    - Substitua pelo seu Twitter.
    - Substitua pela imagem do seu blog, ou seja, a imagem do cabeçalho ou alguma que o caracterize.

1.5 Salve o seu template.

1.6 Agora, acesse o Card Validator, cole o link do seu blog e clique em Preview Card.

Clique em Preview card para validar o seu Blog

Pronto, agora basta esperar um pouco. Pode levar até dois dias para o Twitter validar tudo.

Algumas considerações

Para que tudo funcione direitinho, você tem que levar algumas coisas em consideração:

2.1 Adicionar um título não muito grande ao seus posts (no máximo, 70 caracteres).

2.2 Adicionar um resumo ou descrição do seu post (no máximo, 200 caracteres). Para fazer isso, no editor do post, clique em Descrição da pesquisa e adicione um resumo.

2.3 Sempre adicione uma imagem ao seu post.

  Quer ajudar o nosso blog?

Este tutorial foi útil pra você? Te ajudou a melhorar o seu blog? Então nos ajude também, dê like, comente e compartilhe este post. Ah, e deixe também sua doação em dinheiro:
FAÇA SUA DOAÇÃO ONLINE CLICANDO AQUI

Pronto! Chegamos ao final de mais um post. Se você quiser ler mais sobre isso, pode conferir os documentos do Twitter Card Types, fonte deste tutorial. Qualquer dúvida ou sugestão de tema, basta comentar. Até a próxima!!

Adblock Detectado

Percebemos que seu AdBlock está bloqueando propagandas no nosso blog.

Desative-o, por favor, também não gostamos de janelas abrindo aleatoriamente, então não temos dessas aqui.

Muito obrigado!