Agosto 2016 | Blog do Joanir

Configurar post pelos marcadores do Blogger

sábado, 13 de agosto de 2016
Os blogs hospedados no Blogger (ou Blogspot) contam com um novo recurso de personalização por meio dos Marcadores (ou labels). Com ele, dá pra configurar um conjuntos de posts de acordo com o seu marcador.

Configurar post pelos marcadores do Blogger
Configurar posts pelos marcadores do Blogger

Antes de iniciarmos, devemos levar em conta alguns aspectos: você usa marcadores no seu blog? Você os usa de forma correta? Para responder essas perguntas e auxiliá-lo, leia "Use as tags com moderação", onde falo sobre o uso dos marcadores como marcador mesmo dos assuntos do seu blog.

Com esses dois aspectos levados em consideração, podemos partir para o post. Para isto, vamos utilizar um exemplo: digamos que você tem um blog de tecnologia, especificamente falando de Sistemas Operacionais. Para categorizá-los você usa três marcadores: Windows, Android e iOS. Você quer que os posts com cada marcador se diferenciem, seja com um background diferente ou com uma logo no topo do post destes sistemas.

Para fazer isso, antes você poderia recorrer ao javascript ou outra linguagem, mas agora este processo está bem mais simples, pois o Blogger criou uma nova condicional para os Marcadores. Veja:

<b:if cond='data:post.labels any (l => l.name == "Windows")'>
<img src=’/img/windows-logo.jpg’ />
<b:if/>

Simples assim. Você coloca o valor do marcador ali onde está o Windows e tudo o que estiver dentro desta condicional será aplicado apenas aos posts correspondentes.
Mas calma lá. Este código só pode ser aplicado dentro de:

<b:includable id='post' var='post'>...</b:includable>

Vá fazendo testes, tendo ideia de qual elemento colocar em cada marcador.

Alguns exemplos de uso

O primeiro exemplo é o que ilustra esse post: imagens do logo de cada S.O. Para isto, você cria três condicionais diferentes e põe imagens diferentes nelas. Caso você precise configurar algum estilo CSS nelas, adicione uma classe e faça as modificações necessárias dentro de um <style></style> separado.

Caso você crie um <style> dentro de uma condicional para uma mesma classe, a última criada será aplicada em todos os posts na página inicial. O resultado esperado só se aplicará dentro do post.

Como dito na observação acima, o uso de <style> dentro da condicional desejada será aplicado em todos os objetos que tiverem a classe alterada na página inicial.

Bom, é isso! Faça alguns testes e nos diga o que você achou. Ah, e se descobriu alguma coisa ou teve ideias de uso, compartilhe com a gente!

Meu primeiro Pokémon

sexta-feira, 5 de agosto de 2016
Neste paródico conto, direi algumas coisas sobre o game Pokémon Go, lançado aqui na terra dos Jogos Olímpicos ontem, dia 4 de agosto.

Pokémon Go - PokéStop no monumento da Unioeste
Pokémon Go

Antes de começar, não entendo as pessoas que falam mal do jogo. Em diversas páginas, imagens mostrando o Pikachu manipulando as pessoas, levando-as a abismos ou transformando-as em zumbis. Discordo disso. Há casos de acidentes, de roubos, mas eles são minorias.

O jogo recém lançado é febre. E não se poderia esperar outra coisa. É de um desenho que fez parte da infância de muitos. É um game que usa realidade aumentada. Como esperar que as pessoas simplesmente ignorassem isso? Até jornalistas entraram na onda, ora noticiando o sucesso dele, ora caçando os Pokémons do bairro.

Se contabilizarmos os prós e os contras, o jogo tem mais ponto positivos. E um deles é o de fazer as pessoas saírem de casa. Que outro jogo virtual teve a capacidade de fazer isso? Tomando os devidos cuidados, muitas pessoas pegam seus celulares e andam pelo bairro e outros pontos da cidade para capturar os bichinhos. E nesse rolê que mistura o real e o virtual, eu estive envolvido hoje.

Tudo começou (há um tempo atrás, na ilha do sol...) (desculpa, sempre que eu introduzo um parágrafo com essa frase, eu não resisto e lembro da música). Bom, retomando, eu teria que sair de casa mesmo, E fui. Olhando pelo mapa do jogo, eu já sabia que na Unioeste (universidade em que estudei), tinha um Pokéstop (ponto onde você consegue recompensa e itens para o seu personagem). Então, fui todo felizão pra lá. Aqui no bairro, a onda de assalto está grande, então não marquei bobeira, andei ligeiro que nem uma gaivota voadora. 

Chegando lá, mas que vergonha... Desculpa. Chegando lá, me surpreendi com o que vi. Tava cheio de gente. Até pensei: vai ver tá tendo um coffe break fora de hora. Mas não, não era isso. As pessoas que estavam lá estavam lá pelo mesmo motivo que eu. Nunca vi tanto universitário agrupado, a não ser em períodos de greve. Saquei meu celular do bolso. Apertei o botão, dei o grito de ação (tipo Dragon Ball), conectei o Wi-fi, recebi uma mensagem irônica da Dany, mas ignorei no momento, pois a missão era recarregar as ferramentar e capturar Pokémons. Abri o aplicativo e...

Sabe, um coffe break não seria má ideia. A universidade podia patrocinar isso pros jogadores que estavam lá. Pessoas alegres naquele lugar é algo raro. Professores, alunos e funcionários em pé de igualdade, todos com o mesmo objetivo.

... e não consegui entrar na minha conta do jogo. Pois é, não conectou de jeito nenhum. O Wi-fi funcionou direitinho, mas no jogo, não. Não chorei por preguiça, mas que deu vontade, isso deu. Pelo menos sai de casa e depois, voltei pra casa.

Não conectado
Não conectado

Aqui em casa, conectou, mas eu queria ter pelo menos abastecido lá na Pokéstop. Mas, pra ter alguma notícia boa nesse post, agora a pouco, capturei um pokémon aqui em casa mesmo. Sorte talvez.

A gosto

terça-feira, 2 de agosto de 2016
Este poderia ser  um post caracterizado por uma tristeza que tenho aqui no fundo, ou pela alegria de companhias que tenho ao longo do dia. Por qual caminho seguirei descobriremos no decorrer do texto.

Agosto
Imagem: http://ultradownloads.com.br

Agosto começa. Mais um mês. Um mês a menos. A gosto de despedida, a gosto de encontros (e como queria, de reencontros).

Pelo modo triste, sinto saudades (num plural indesejado). A gosto de boas lembranças, percebo o que não tenho mais. A companhia de pessoas que planejava ter comigo pelos próximos cem anos, mas que me são estranhas hoje. Confesso que por muitos momentos, já as esqueço, mesmo não querendo.

Por outro lado, a gosto de risos, e excluindo o momento ruim que estou passando, tenho a companhia de pessoas que conheci a pouco, mas que resolveram habitar parte do meu coração. Meu coração é grande, eu é que não sou do tamanho dele. Não sei demonstrar tudo o que sinto, mas sei sentir. E novas palavras vão se tornando parte do meu vocabulário. De lerigou, voltada a congumelous, só elas entendem.

E nesta mistura de tristeza e alegria, é que agosto começa. A gosto de expectativa.

Adblock Detectado

Percebemos que seu AdBlock está bloqueando propagandas no nosso blog.

Desative-o, por favor, também não gostamos de janelas abrindo aleatoriamente, então não temos dessas aqui.

Muito obrigado!