O canhoto em concursos públicos | Blog do Joanir

O canhoto em concursos públicos

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015
Fui fazer a inscrição para um concurso público aqui da minha cidade e me deparei com a seguinte opção: vosmecê necessita de condição especial para a realização da prova? Daí eu me fiz outra pergunta: Ser canhoto é uma condição especial nesse caso?
Menino aparentando ter 7 anos escrevendo com a mão direita sobre uma carteira escolar
Imagem: http://www.diariofemenino.com
Sabe-se que a muito tempo atrás (nem tanto) o canhoto era muito estigmatizado, alguns achavam que ele tinha pacto com o "coisa ruim" e chegava até a apanhar dos pais ou professores para escrever com a mão "certa". O tempo passou (e eu sofri calado...) e as coisas mudaram. Mas ainda hoje, alguns avôs ficam grilados ao ver seus netos esquerdando por aí. Além dos avôs, parece que boa parte dos organizadores de concursos não reparam que há muitos canhotos fazendo prova.

Na universidade onde me formei em 2013, nunca tive problema de acessibilidade por ser canhoto. As carteiras e cadeiras eram aquelas do padrão "escola brasileira". Bom, no último ano, eles colocaram umas cadeiras padrão fifa, mas só deu pra aproveitar um pouquinho. Porém, a maioria das universidades - que são os lugares onde geralmente se prestam vestibulares e concursos públicos - as carteiras são universitárias - aquelas que só tem espaço para a bunda e um dos braços, que geralmente é o direito.

Me lembro de três concursos que fiz. Em apenas um deles tinha a opção para pedir carteira canhota no ato da inscrição. Fiquei felizão da vida. Mas a alegria acabou assim que adentrei na sala e vi meu nome colado numa carteira para destros. Chamei o fiscal, exigi uma carteira canhota, como estava descriminado na minha inscrição (aliás, até no papel que eles colaram na carteira estava escrito: canhoto). Eles ficaram igual barata tonta, não sabiam pra onde ir. Sorte que uma menina destra a duas fileiras de distância estava com uma carteira canhota. Trocamos, mas não namoramos (coisas da vida). Dos outros dois concursos, aconteceu a mesma coisa, só que em um deles os fiscais não encontraram uma carteira canhota. Resultado: fiz a prova virado pro lado e saí do local (quatro horas depois) com dor nas costas (e no resto de mim). Dava até pra colar, mas acho que o vizinho de carteira não era muito inteligente.

No concurso público que acabei de me inscrever, coloquei que sim, que precisava de uma condição especial: uma carteira para canhotos. Sou especial, ora essa!! E, se no dia da prova, eu não ver minha carteira bonitinha, vai ter protesto. Vou sair às ruas escrevendo cartazes com a mão direita, à exemplos de protestos que vemos por aí, onde mostram as tetas - eu vou mostrar os dedos direitos. Vou nada, farei a prova normalmente, pois estou precisando de dinheiro! (risos)

Adblock Detectado

Percebemos que seu AdBlock está bloqueando propagandas no nosso blog.

Desative-o, por favor, também não gostamos de janelas abrindo aleatoriamente, então não temos dessas aqui.

Muito obrigado!